A história tem origem no dia 17 de novembro de 1825, na região suíça de Neuchâtel, onde Philippe Suchard fundou uma pequena fábrica, após inventar o “mélangeur”, uma máquina misturadora que moía o açúcar e o cacau em pó formando uma pasta fina. Com isso, ele transformou o chocolate em mais palatável. Durante a década de 1890, o mais puro leite dos Alpes foi adicionado ao chocolate de Suchard, e o que até então era voltado para a elite europeia devido ao alto preço, se transformou em um produto popular e acessível a todos. Perto da virada do século, seus herdeiros, Eugene Suchard e Carl Russ-Suchard, expandiram o negócio rapidamente, abrindo fábricas na Áustria, Alemanha e França. Também introduziram novas técnicas na produção do chocolate em barra, entre elas uma fórmula que misturava cacau e leite com perfeição. No dia 24 de abril de 1901 os tabletes do chocolate SUCHARD MILKA foram introduzidos oficialmente no mercado suíço, alemão e austríaco. Estava criada a primeira barra de chocolate ao leite. O nome MILKA é derivado das palavras alemãs Milch (leite) e Kakoa (cacau), ingredientes principais do recém-lançado chocolate.

O novo produto foi lançado em embalagens lilás com uma vaca, sobre um fundo que mostrava uma bela paisagem alpina. A cor lilás foi escolhida para chamar a atenção dos consumidores. E porque uma vaca? A vaca representava, melhor que qualquer outro animal, o mundo do leite alpino. E o posicionamento inicial do produto era justamente baseado no leite produzido nos Alpes Suíços: MILKA, a mais tenra sensação, por ser feito com leite dos Alpes. Em 1913 a produção dos chocolates MILKA já era dezoito vezes maior que no ano de seu lançamento no mercado. Em 1926 a marca lançou no mercado seus primeiros produtos sazonais (em edições limitadas): o mais puro e delicioso chocolate ao leite em formatos de Coelho e Papai Noel, para comemorar datas festivas como a Páscoa e o Natal.

Barras de Chocolates